Esqueça a ficção científica. A Inteligência Artificial já está em nossas vidas.

 

Filmes de ficção científica criaram uma imagem romântica da Inteligência Artificial. São histórias de amor impossíveis entre pessoas e máquinas, como em Ela (2014) ou AI (2001), ou robôs malvados, como o Exterminador do Futuro (1985). Esqueça o que você viu no cinema. A Inteligência Artificial, ou simplesmente IA, já é realidade – e é algo muito diferente.

Graças ao poder da computação em nuvem, a algoritmos avançados e à capacidade de análise de dados, esse campo da tecnologia explodiu. Cientistas de dados e desenvolvedores estão livres para criar – hoje – tecnologias com que nós apenas sonhávamos há poucos anos. Alguns exemplos: em parceria com o Uber, desenvolvemos um sistema de reconhecimento facial por smartphones que traz mais segurança a motoristas e passageiros. Anunciamos há algumas semanas uma parceria com o Hospital 9 de Julho, de São Paulo, para desenvolver um sistema que identifica riscos de queda de pacientes internados. Estes são apenas alguns casos. O que esses exemplos têm em comum? Eles são casos práticos que demonstram que a partir da análise de grandes quantidades de dados, convertendo-os em inteligência, é possível resolver problemas cotidianos das pessoas e das empresas. A Inteligência Artificial tem um poder de inovação que vai além dos negócios. Ela pode trazer um salto de qualidade de vida e conforto para toda a humanidade.

Eis a nossa visão: a Microsoft escolheu o caminho da democratização da Inteligência Artificial. Dessa maneira vamos transformar o que parecia ficção científica em realidade. Rapidamente. Estamos tomando uma série de medidas para que IA faça parte do nosso dia a dia. Hoje, 5.000 cientistas e engenheiros da Microsoft Research em todo o mundo se dedicam à missão de desenvolver a tecnologia de IA.  Também anunciamos na semana passada uma parceria com a OpenAI, a organização de pesquisas sem fins lucrativos fundada pelo bilionário Elon Musk, dono da Tesla.

Só conquistaremos nosso objetivo se trabalharmos ao lado de programadores. Por isso, investimos em educação. Disponibilizamos cursos gratuitos de IA para desenvolvedores de todo o mundo – eles estão abertos na Microsoft Virtual Academy (em inglês). Também abrimos, na plataforma de cursos online de Harvard e do MIT, um curso para quem deseja iniciar na área de ciência de dados. O resultado dessas iniciativas é uma aceleração na adoção da IA. Mais de 50.000 desenvolvedores em todo o mundo já estão produzindo bots com tecnologia Microsoft.

E o que vamos fazer com Inteligência Artificial? A tecnologia está aqui para eliminar obstáculos da vida real. Na Microsoft, organizamos nossa visão sobre Inteligência Artificial em quatro frentes:

Agentes – São as assistentes pessoais, como a Cortana. Elas resolvem e eliminam as tarefas simples do dia a dia, como por exemplo, aprender o caminho que fazemos para o trabalho e nos avisar todas as manhãs como está o trânsito.

Aplicações – É possível infundir inteligência em cada app que usamos. A Microsoft, por exemplo, comprou em fevereiro deste ano a SwiftKey, que faz um dos mais usados corretores de teclado virtual. Com IA, o corretor vai aprender como escrevemos, as palavras que mais usamos. O teclado não está mais conectado à máquina, mas a você.

Serviços – Possibilitar que desenvolvedores em todo o planeta usem esses serviços inteligentes ou cognitivos para a construção de soluções aplicáveis à resolução de qualquer problema da sociedade. Por exemplo, ao lado da Volvo, criamos um carro inteligente, que reconhece movimentos inseguros da pessoa ao volante e soa alarmes para evitar acidentes.

Infraestrutura – A nuvem é o único lugar onde a capacidade computacional de Inteligência Artificial pode ser construída. É esse poder de processamento que está ajudando oncologistas a vasculhar automaticamente milhões de trabalhos para encontrar uma pesquisa genômica aplicável ao diagnóstico de um câncer específico. A genética pode agora fazer em horas algo que antes levava meses. Essa é a escala de grandeza.

Vale dizer também que essa nova onda promissora também traz desafios porque vai eliminar posições de trabalho que envolvam tarefas repetitivas e automatizáveis. E novas profissões surgirão. Por isso, precisamos criar condições para que os brasileiros e brasileiras possam competir em um mercado de trabalho global e mais competitivo. Nós temos na Microsoft um conjunto de programas de apoio à educação e ao empreendedorismo que chamamos de Jornada Empreendedora. É o principal compromisso da Microsoft com o Brasil.

A IA é uma grande oportunidade.  As ferramentas estão aí. E uma última boa notícia: os desenvolvedores e programadores brasileiros não só dominam as novas tecnologias como são reconhecidamente criativos e inovadores em seu uso.

Com isso, esqueça a ficção científica. Sem dúvida, inteligência artificial é uma realidade.

Paula Bellizia é presidente da Microsoft Brasil.

 

Uso da vídeo conferência no mercado de recrutamento e seleção cresce no Brasil

Números mostram que as empresas brasileiras estão cada vez mais interessadas em adotar essa ferramenta para agilizar e otimizar o processo de contratação de profissionais.videoconferencia1

O interesse em adotar a vídeo entrevista como uma ferramenta complementar ao processo de recrutamento e seleção tem crescido de forma considerável no Brasil. É o que mostra uma pesquisa realizada com 240 recrutadores espalhados pelo país, que são clientes ou prospects do Compleo ATS (Applicant Tracking System) – serviço de recrutamento e seleção que traz as últimas tendências do mercado para ajudar empresas a contratar os melhores talentos de forma mais fácil, ágil e automatizada.

Dos entrevistados, 45% já utilizaram o vídeo alguma vez e 52,4% têm interesse em testar. “A soma dos que já aplicaram a vídeo entrevista com os que têm interesse em aplicar totaliza 73,82% dos entrevistados, ou seja, há no Brasil uma grande porcentagem de potenciais recrutadores que realizam ou gostariam de realizar as entrevistas via vídeo”, comenta Wagner Costa Santos, Diretor do Compleo ATS.

O estudo mostrou ainda que a diminuição do tempo gasto no processo seletivo é o principal benefício apontado pelos recrutadores, com 56,86%. Já a maior autonomia para controlar a agenda de entrevista foi eleita por 51%, como a principal vantagem em utilizar esse tipo de recurso. Fatores como colaboração e compartilhamento somaram 25,4%, e 45,10% respondeu que o aumento do alcance de candidatos potenciais é a principal contribuição gerada pela vídeo entrevista.

“Os números apontam que o mercado está cada vez mais maduro em relação aos benefícios que a aplicação do vídeo agrega ao processo seletivo. Hoje, mais do que nunca, as empresas precisam investir em opções que otimizem e aperfeiçoem este processo, tornando-o mais rápido e eficiente. Neste sentido, a vídeo entrevista tem se mostrado não só uma tendência, como também uma alternativa para reduzir custos e otimizar o tempo dos entrevistadores e dos entrevistados”, comenta.

Segundo o diretor, aplicando o vídeo é possível reduzir o tempo de triagem em cerca de 83%, já que ele diminui a quantidade de entrevistas presenciais ao trazer para esta etapa apenas os candidatos aderentes ao perfil da vaga. Além de ganhar tempo na etapa de recrutamento, o serviço também pode reduzir custos com viagens. “É possível usar entrevistas gravadas ou ao vivo para entrevistar candidatos que estejam fora do estado ou do país, evitando gastos com passagens. Em tempos de crise, como a que estamos vivendo no Brasil, isso representa um valor importante”.

“Por todas essas vantagens, o vídeo deveria ser parte integrante da estratégia das áreas de RH das empresas, e ser considerado essencial no processo de Recrutamento e Seleção, fazendo a diferença na agilidade, no custo e no tempo envolvidos nas etapas da busca por um profissional ideal”.

Lançado em 2014, o Compleo ATS já atingiu a marca de mais de 4 mil vídeo entrevistas executadas. As agências de RH têm sido as mais interessadas pelo serviço. “As agências podem compartilhar o vídeo com o cliente solicitante da vaga, assim o processo de avaliação pode ser feito em conjunto. Desta forma, a avaliação não fica apenas com o analista de RH, se tornando colaborativa, ou seja, todos os envolvidos e interessados no processo podem avaliar a entrevista e formar suas opiniões”, finaliza.

Mercado de Comunicações Unificadas vai movimentar US$ 96,0 bilhões em 2023

Segundo pesquisa feita pela Global Market Insights, Inc., a proliferação constante de produtos hospedados em nuvem será uma das principais tendências.

unified communicationsO mercado global de comunicações unificadas irá movimentar US$ 96 bilhões em 2023, segundo pesquisa recente da Global Market Insights, Inc. O levantamento indica que o setor será puchado pelas soluções hospedadas em cloud computing, segmento que deve saltar dos US$ 14 bilhões de receita em 2015 para US$ 49 bilhões até 2023.

Também será crescente a adoção de mobilidade, ferramenta que deve impulsionar a demanda ao longo do período. As assinaturas móveis totais até 2023 estão previstas para ultrapassar 9,5 bilhões, tendo os smartphones e o tráfego de dados móveis na liderança de crescimento.

Enquanto os mercados desenvolvidos – EUA e Europa – continuam registrando demanda estável, as assinaturas de smartphones serão em grande parte impulsionadas pela região Ásia-Pacífico.
O avanço dos produtos hospedados em nuvem se dá principalmente porque estas soluções eliminam o custo da infraestrutura e oferecem um sistema de gestão centralizada.

As tecnologias Unified Communications as a Service (UCaaS) incluem telefonia, mensagens corporativas e tecnologia de presença, videoconferências e reuniões on-line. UCaaS oferece flexibilidade e escalabilidade junto com alta disponibilidade para tarefas de negócio.

O crescimento das implementações tem sido motivado por inúmeras vantagens, tais como a boa relação custo-benefício-eficiência; os pagamentos de acordo com a necessidade e exigência; e a redução do tempo de viagem. UCaaS também elimina a limitação de operações síncronas de unidades geograficamente dispersas.

O setor de governo tem testemunhado o aumento da adoção de sistemas de comunicação unificada para atender as necessidades dos cidadãos relativas à segurança pública e processamento licença. Essas soluções ajudam os governos a lidar com situações de emergência e de crise, por exemplo.
A pesquisa indica que esse segmento deve exceder US$ 20 bilhões em 2023. A aplicação de UCaaS na área de governo ajuda a responder às necessidades dos cidadãos, ao mesmo tempo reduzir os custos de infraestrutura. Além disso, contribui para o aumento de produtividade, simplificando os processos de comunicação, automação de processos manuais, e consolida aplicações de comunicação.

A computação em nuvem tem sido cada vez mais adotado pelos prestadores de serviços, devido à flexibilidade que oferece juntamente com a relação custo-eficácia. O aumento da procura de comunicação em tempo real resultou em um novo perfil de fornecedores, que facilitam conversas mais rápidas por streaming de vídeo e por dispositivos dos clientes. O BYOD (Bring Your Own Device), a conexão de dispositivos pessoais, incluindo tablets, notebooks, PCs e smartphones, nas redes corporativas gera benefícios financeiros. O mercado global de BYOD deve ultrapassar US$ 365 bilhões até 2023.

 

Fonte:  IP NEWS

Mercado global de videoconferência vai movimentar US$ 4,48 bi em 2023

De acordo com estudo “Enterprise Video Conferencing”, feito pela Credence Research, crescimento será de 7,5% ao ano entre 2016 e 2023.

Videoconferência recurso de tecnologia da comunicação

O mercado global corporativo de videoconferência vai crescer 7,5% ao ano, entre 2016 e 2023, de acordo com o estudo “Enterprise Video Conferencing”, feita pela Credence Research. Com isso, os negócios devem saltar de US$ 2.491 bilhões, em 2015, para US$ 4.48 bilhões, em 2023.

De acordo com o estudo, as corporações são os maiores consumidores de soluções de videoconferência, um recurso adotado para reduzir custos e aumentar a colaboração entre equipes. Da mesma forma, a ferramenta gera benefício para as organizações com múltiplas localizações geográficas que requerem a colaboração frequente.

As soluções de videoconferência estão disponíveis tanto no modelo on-premise set-up, bem como cloud-based. Os fornecedores também oferecem soluções gerenciadas, com foco em baixo custo. Como resultado, o mercado está testemunhando uma mudança de paradigma para soluções baseadas em nuvem devido aos seus baixos custos em comparação com a implantação no local.

 

Fonte:  IP NEWS

Soluções da D-Link oferecem novos recursos de segurança para ambientes corporativos

A D-Link oferece um portfólio completo de equipamentos de conectividade voltados para o mercado de pequenas e médias empresas. Ao tornar o cotidiano de seus clientes mais seguro e eficiente, as soluções 4S da empresa (Switching, Surveillance, Storage e Software) se apresentam como as mais competitivas do mercado, tendo a Segurança como um dos seus benefícios.

segurança

Confira abaixo os diferencias de segurança que a linha corporativa D-Link para SMB e SME.

Switches

Todos os recursos de segurança da D-Link disponíveis para o mercado corporativo foram desenvolvidos para oferecer redundância e resiliência aos ambientes implementados, como Ethernet Ring Protection Switching – ERPS e OAM, segurança à rede contra ataques DoS e inoperância (looping), oferecendo recursos como Loop Detect e SafeGuard Engine.

Soluções Wi-Fi

Os dispositivos D-Link oferecem resiliência por meio do ajuste automático de canais e potência dos pontos de acesso, garantindo assim a melhor performance Wi-Fi, além do captive portal, que  permite personalizar a forma de conexão e autenticação do usuário no meio Wi-Fi.

Câmeras IP

As câmeras de aplicação em ambientes corporativos possuem resolução de até 3MP, e são ideais para projetos complexos em que a identificação e o reconhecimento visual são pontos-chave. Além disso, as câmeras possuem o padrão ONVIF, possibilitando assim uma simples integração com todos os sistemas atuais de monitoramento. Além disso, as câmeras D-Link têm diversos níveis de proteção externa antivandalismo e resistência às intempéries.

Fundada em 1986, a D-Link ainda oferece garantia vitalícia na maioria dos produtos de sua linha de switches e conta com ampla rede de parceiros certificados e preparados para atender aos mais variados projetos.

 

Fonte:  IP NEWS – Caio Alves

Alcatel-Lucent Enterprise cria rede para mobilidade e IoT (Internet das coisas)

Tecnologia oferece a segurança e recursos corretos para garantir o funcionamento com sucesso de aplicações e dos respectivos sensores e dispositivos.

IoTA Alcatel-Lucent Enterprise apresenta novos produtos de infraestrutura de rede para suportar duas das maiores tendências que orientam o futuro da empresa digital: Mobilidade e Internet das Coisas (IoT). Os novos produtos serão apresentados durante o Interop de Las Vegas, entre 02 e 06 de maio de 2016, no centro de convenções Mandalay Bay.

A crescente adoção de mobilidade corporativa e de IoT gera a necessidade de as empresas reconsiderarem o desempenho, a confiabilidade e a segurança da sua infraestrutura de rede. A atual infraestrutura de rede não suporta a demanda da carga gerada por funcionários que usam cada vez mais dispositivos móveis e aplicações no ambiente de trabalho, além da adoção de IoT em diversas áreas da companhia.

Segundo o relatório do Gartner (“Líderes em Infraestrutura e Operações: Prepare-se para a adoção veloz do IoT”, 1º de março de 2016), os dispositivos que acessam IoT atingirão 20,8 bilhões de unidades em 2020, ante ao total de 5 bilhões de unidades de hoje. Essa combinação de mobilidade com IoT exige que as redes sejam capazes de prover alta resiliência, mais se gurança e maior cobertura sem fio, além de melhor desempenho e a capacidade de conter o tráfego IoT.

Os novos produtos da Alcatel-Lucent Enterprise suportam tanto a mobilidade quanto a IoT, ao mesmo tempo em que são capazes de alavancar as tecnologias Alcatel-Lucent Enterprise com histórico de sucesso reconhecido no mercado como Unified Access, Smart Analytics e a premiada Intelligent Fabric. Entre os novos produtos estão:

Três versões de acces point Wi-Fi Wave 2 que suportam tanto o crescimento na densidade de dispositivos móveis quanto a necessidade de um processamento de dados mais rápido;

Um novo switch de acesso multi-Gig stackable LAN, o Alcatel-Lucent OmniSwitch 6860E-P24Z8, que oferece portas 2,5 G, alto desempenho de Power over Ethernet (75W) e recursos de DPI (Deep Pack Inspection) para suportar o aumento de tráfego dos novos pontos de acesso, além de fornecer contenção do tráfego oriundo de unidades IoT;

Um switch de acesso industrial, compacto e reforçado, Gigabit Ethernet LAN, o Alcatel-Lucent OmniSwitch 6865, capaz de suportar a crescente demanda por conectividade de dispositivos IoT em ambientes hostis. Alguns exemplos incluem os sistemas de transporte e controle de tráfego, setor de geração e distribuição de energia, além do chão de fábrica. Esses ambientes, assim como qualquer instalação externa, pedem, em geral, que os dispositivos sejam capazes de trabalhar em condições extremas de ambiente, incluindo alta umidade, presença de poeira e grandes variações de temperatura;

Um novo e versátil chassis baseado em switch LAN, o Alcatel-Lucent OmniSwitch 9900, desenvolvido para atender as necessidades do crescimento de tráfego da rede, ao mesmo tempo em que tem alto desempenho e confiabilidade desde a borda até o core da rede.

Segundo Stephane Robineau, vice-presidente executivo e gerente-geral da unidade de negócios de rede da ALE, “as duas maiores forças que moldam as empresas digitais do futuro – a mobilidade e a IoT – desafiam os departamentos de TI a pensar além dos funcionários, a incluir os clientes e os visitantes e a pensar como eles se relacionam com a empresa”. “Além disso, a TI precisa suportar a demanda de outros departamentos por mais conectividade para os seus dispositivos e aplicações IoT. A ferramenta de contenção de IoT da Alcatel-Lucent Enterprise auxilia a dar segurança e a simplificar as operações ao aproveitar a automatização da tecnologia Intelligent Fabric.”

 

Fonte: IPNEWS

Dell lança primeiro laptop 2-em-1 com tela de 17 polegadas

Note DellAssim como a Asus, outra grande fabricante de PCs aproveitou a feira internacional Computex para anunciar suas novas linhas de produtos. A Dell levou à feira diversos novos notebooks, incluindo o primeiro laptop 2-em-1 (isto é, que pode operar também como um tablet) com tela de 17 polegadas do mercado.

As dimensões podem parecer grandes demais para um modelo “conversível”, mas essa não é a única versão do laptop. O novo Inspiron 17 7000 chega também em versões de 13 e 15 polegadas, todas usando processadores de sexta geração da Intel e outras configurações de alto nível.

A versão de 17 polegadas, porém, vem com uma câmera de infravermelho com suporte ao Windows Hello – sistema de autenticação por reconhecimento facial incluído no Windows 10.

Paralelamente aos modelos mais caros, com preços partindo de US$ 750, a Dell também anunciou um 2-em-1 de mais baixo custo. É o caso do Inspiron 11 3000, que vem com tela de 11 polegadas e processador Intel M3. Por sua vez, esse notebook-que-vira-tablet chega às lojas americanas em junho custando US$ 250.

Entre o top de linha e o de entrada, há também espaço para um 2-em-1 intermediário com a marca da Dell. A empresa anunciou também o novo Inspiron 5000, que além de uma câmera com suporte a Windows Hello, vem com configurações customizáveis de memória RAM (chegando a até 16GB) e tela de 13 ou 15 polegadas. Tudo pelo preço mínimo de US$ 530.

Além dos modelos 2-em-1, houve também o anúncio de notebooks comuns. Entre eles está um outro Inspiron 5000 de 15 ou 17 polegadas, com opção de processador Intel ou AMD. No momento da compra, é possível também optar pela câmera de infravermelho como adicional ao modelo de 15. O preço não foi revelado.

Fonte:  Olhar Digital

Veja dicas para turbinar o seu roteador e melhorar navegação

RoteadorTurbinar o roteador pode ser uma alternativa essencial para quem quer melhorar a navegação na Internet. A lentidão e as falhas frequentes na rede, além de irritar o usuário, podem causar transtornos graves e comprometer horas de trabalho.

Para evitar que você passe por isso, confira seis dicas simples e eficientes para melhorar o funcionamento do seu roteador. As recomendações podem ser aplicadas em qualquer modelo, de qualquer fabricante.

 

1) Altere o DNS

Alterar o DNS impacta diretamente na velocidade da Internet. O ajuste faz a ponte entre o computador e o servidor que hospeda o site, transformando as URLs digitadas na barra de endereço em IPs. Quanto mais descongestionado o servidor DNS estiver, mais rápido a página será carregada.

2) Configure a frequência

Se seu roteador é dual band, alterar a frequência pode ajudar a melhorar o sinal do Wi-Fi. Isso porque a banda de 2,4 GHz, definida por padrão na maioria dos roteadores, é muito congestionada. A configuração é usada por vários aparelhos domésticos além do roteador, como microondas e telefones sem fio, o que faz o sinal ficar mais fraco.

3) Altere a largura do canal

Os roteadores trazem uma configuração chamada largura do canal (ou bandwidth), que trazem as opções 20 ou 40 MHz. Os canais são uma fração da banda e determinam a capacidade de transferência de dados. Isso significa que um canal com largura de 20 MHz é mais estreito e, portanto, passa menos informação que um de 40 MHz.

Vale ressaltar, porém, que aparelhos single band (2,4 GHz) tendem a operar melhor com a largura em 20 MHz. Se o seu tiver suporte à faixa de 5 GHz, mude a largura para 40 MHz para obter melhores taxas de transferência.

Alterar largura do canal pode melhorar transferência de dados (Foto: Reprodução/Raquel Freire)

Alterar largura do canal pode melhorar transferência de dados (Foto: Reprodução/Raquel Freire)

4) Atualize o firmware

As fabricantes estão constantemente desenvolvendo novas versões de software para seus roteadores. Os updates sempre trazem melhorias no desempenho, que se traduzem em maior velocidade de navegação. Cada modelo é atualizado de uma maneira diferente, por isso é importante entrar no site da companhia e buscar orientações detalhadas.

5) Troque a antena

Trocar a antena do roteador é outro jeito de turbinar o aparelho. A mudança por uma com maior ganho, valor expresso em dBI, pode ajudar o sinal a chegar mais longe na casa.

6) Use o QoS

Quase todos os roteadores atuais têm QoS (Qualidade de Serviço), que consegue tratar o tráfego na rede de diferentes formas. Com a ferramenta, você pode escolher quais são os programas mais importantes, que receberão prioridade na navegação.

Suponha que você está vendo um vídeo no YouTube e definiu que o serviço é prioritário através do QoS. Mesmo que alguém na sua rede comece a baixar um arquivo grande, a largura de banda usada para essa atividade secundária será tão pequena que não haverá interferência no streaming. Assim, o vídeo não irá travar nem perder qualidade de imagem.

O recurso QoS é encontrado nas configurações do roteador. Geralmente a ferramenta se encontra na aba de funções avançadas, mas há fabricantes que dedicam um guia próprio para o recurso, tornando-o mais fácil de ser encontrado.

Fonte: Techtudo.com.br

Cuidado! Seu rosto pode revelar mais sobre sua vida do que você pensa

Com base em fotos, algoritmos de reconhecimento facial podem revelar seus perfis na rede social a qualquer estranho.tecnologia IA reconhecimento facial

Com uma câmera de smartphone não muito diferente da sua, um jovem fotógrafo usou o metrô de São Petesburgo, na Rússia, para um experimento. Nos traslados, aqueles a sua frente eram discretamente fotografados. Pessoas comuns que ele provavelmente nunca havia visto. As fotos eram jogadas imediatamente em um aplicativo novo, o FindFace. Em segundos, o app direcionava Egor Tsvetkov ao perfil de seu companheiro de viagem na VKontate, rede social que está para os russos como o Facebook para os brasileiros. Amante de pets, lutador de boxe, estudante. Pronto, a sua frente já não estava mais um mero desconhecido.

Tsvetkov fotografou na hora e teve 70% de sucesso na busca pelos perfis dos fotografados. “Descobri muito da vida deles sem ter qualquer contato. Eu me senti um pouco desconfortável”, admitiu à imprensa russa.

Apesar do desconforto, não há crime algum em “stalkear”. No Brasil, direito à intimidade, honra e imagem são constitucionais. Mas um software de busca por imagens não agride honra e privacidade. “A partir do momento em que compartilha em uma rede social, você está autorizando que as pessoas tenham acesso a sua foto. A simples busca não configura crime”, define Fernando Peres, advogado especialista em direito digital e crimes cibernéticos. “Existirá um problema jurídico se essas imagens e informações pessoais forem usadas de forma ilícita.”

Seu rosto é Big Data

O fotógrafo transformou seu experimento em uma exposição de nome autoexplicativo: “Seu Rosto é Big Data”. Um trabalho por si só polêmico, já que publicou as fotos sem consentimento dos fotografados. Poderia ser pior. “Este serviço poderia ter sido usado por um assassino serial ou um cobrador buscando maliciosamente alguém que está devendo”, ponderou o fotógrafo ao Global Voices, um site que trata de preocupações da era digital.

Quase simultaneamente ao experimento, usuários de um fórum russo fotografaram prostitutas e atrizes de filmes pornô e usaram o FindFace para localizar e divulgar seus perfis pessoais na rede social.

Obviamente, a lei se aplica a casos como estes em praticamente qualquer lugar do mundo. Mas, talvez, precaver-se seja cada vez mais urgente. “O que é preciso é entender a necessidade de compartilhamento consciente de informações e imagens na internet. Quando divulga perde controle sobre elas”, defende Peres.

“Nossa tecnologia é revolucionária e avanços como este sempre trazem efeitos positivos e negativos, dependendo de quem os usa”, defendeu a FindFace, no centro da polêmica. Curiosamente, o aplicativo foi criado para “promover a amizade”.

Fonte: Gazeta do Povo

Novo Deskphone 8018

Novo Deskphone 8018DESKPHONE 8018 – Principais Características:
• Novo Design
• Telefonia IP
• Recursos de telefonia avançados
• Tela de 64×128
• Luz de fundo com display P&B
• 06 Teclas programáveis
• 04 Teclas de navegação
• Conector USB
• Suporte 802.3AZ
• Power Over Ethernet classe 1 para baixo consumo
• Kit de montagem para parede
• Porta Ethernet de 1GB para PC
• Alto-falante full-duplex
• Leds de notificação